LOGO FCT PB

Como chegar

Logo EXPO FCT

Como chegar
Percurso 6

Conservação- Restauro e Património

DCR, DQ, DF, DM, DCM, DCSA, DI, DCT

Portugal tem um património cultural e natural extraordinário mas, como dizia o famoso químico francês, Louis Pasteur "não é possível conservar bem o que conhecemos mal". Todas as técnicas e áreas do saber são imprescindíveis e estão de mãos dadas pela salvaguarda e divulgação do Património: História, tecnologia, engenharia, ciência, conservação, restauro, arte, entre outras. Se tu gostas de juntar ciência, tecnologia e arte, então vem fazer este percurso!

DCM | Nem tudo o que luz é ouro

DCM | Nem tudo o que luz é ouro

Alteração da cor de metais com recurso a processos eletroquímicos e físicos superficiais. Veja uma moeda de cobre (avermelhada) passar a prateada e depois a dourada.

E depois de partido? C&R no Vidro e na Cerâmica

DCR | E depois de partido? C&R no Vidro e na Cerâmica

Queres saber como é feito um vidro? Perceber como se degradam as cerâmicas? Todo este conhecimento é necessário ao conservador para fazer um bom diagnóstico do estado de conservação de uma peça. Vem aprender a olhar para uma peça de cerâmica ou vidro e fazer o seu diagnóstico!

Dinossauros: Vem descobrir um…

DCT | Dinossauros: Vem descobrir um…

Vem experimentar ser um paleontólogo por um momento, preparar fósseis em laboratório e descobrir qual o dinossauro (ou outro animal) que se esconde num bloco de rocha extraído de uma jazida mesozóica…

À descoberta dos microfósseis

DCT | À descoberta dos microfósseis

Vem observar sedimentos com milhões de anos, contendo microfósseis, à lupa binocular. O desafio é reconhecer fósseis microscópicos, diferenciá-los dos grãos minerais e identificá-los... com uma ajuda! Depois, descobre o possível ambiente em que o sedimento se formou...

DCM | MineHeritage – Património Europeu e Matérias Primas

DCM | MineHeritage – Património Europeu e Matérias Primas

Atividades lúdicas para os mais jovens que mostram a importância das matérias primas desde a pré-história até aos nossos dias no contexto do desenvolvimento Europeu como ferramenta de turismo cultural e preservação de locais mineiros de interesse histórico na Europa (www.facebook.com/MineHeritage.eu).

DQ | Vamos Explorar os Oceanos

Os oceanos constituem o principal recurso para a descoberta de novos produtos naturais com aplicações farmacêuticas e biotecnológicas. Nesta atividade, iremos mostrar como a partir de actinobactérias isoladas de sedimentos oceânicos é possível obter compostos com actividade biológica, como por exemplo antimicrobiana e anticancerígena.

DM | A Matemática e o Património Cultural

DM | A Matemática e o Património Cultural

Os azulejos sempre foram parte integrante do património artístico português. Mas, dada a antiguidade de muitos deles, é necessário preservá-los e, muitas vezes, restaurá-los. Em que é que a matemática pode ajudar? E o que é que têm em comum os azulejos do museu e os que habitualmente encontramos nas nossas casas?

DF | A Física ao serviço do Património

DF | A Física ao serviço do Património

No departamento de Física, desenvolvemos espectrómetros portáteis de fluorescência de raios-X para o estudo do património. A portabilidade dos espectrómetros é essencial pois, na maioria das vezes, o património tem de ser estudado in-situ. Este é o caso do Património Industrial que compreende objetos de grande dimensão e de difícil transporte e integrados em edifício. Nesta atividade iremos perceber como é constituído um espectrómetro portátil de fluorescência de raios-X, bem como o seu princípio de funcionamento através da aplicação ao estudo da máquina a vapor da Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços.

DI | Motion Notes – Anotação de Vídeo

DI | Motion Notes – Anotação de Vídeo

É uma atividade com base num novo anotador multiplataforma baseado em tecnologias usadas nos browsers e que suporta anotações multimodais. A ferramenta tem o nome de Motion-Notes, é uma aplicação web em tempo real que pode receber inputs através do teclado, voz e dispositivos touch, permitindo desta forma cinco tipos de anotações diferentes: desenho, texto, voz, URL e marcas. A Identificação de movimento humano encontra-se em estudo e já se encontra implementada no anotador. O anotador foi desenvolvido num projeto europeu, Culture Moves, essencialmente para utilização em dança e turismo cultural. Na atividade serão anotados vídeos pré-existentes e capturados no momento.