LOGO FCT PB

Como chegar

Logo EXPO FCT

Como chegar
Percurso 5

Materiais Smart, Micro e Nano

DCM, DF, DQ, DCTB, DCT, DEC

Os Materiais Smart, Micro e Nano têm impacto nas áreas da tecnologia de informação e comunicação, da energia e da biotecnologia sendo cada vez mais importantes para reduzirmos a quantidade de materiais necessária para os dispositivos que utilizamos nessas áreas e para melhorarmos as funcionalidades desses dispositivos. Como exemplos temos as nanopartículas para aplicações de diagnóstico e terapia, os nanomateriais e nanoestruturas para aplicações energéticas, as microtecnologias e microelectrónica para saber desenhar, integrar e implementar sistemas, os materiais e sistemas inteligentes capazes de alterar as suas propriedades em função de estímulos externos.

Embarca nesta viagem extraordinária ao mundo Smart, Micro e Nano!

DCM | Vamos educar os materiais

DCM | Vamos educar os materiais

Demonstração sobre as ligas com memória de forma e a sua aplicação em dentisteria (orto e endodontia)

DCM | Eletrónica transparente e flexível

DCM | Eletrónica transparente e flexível

Já imaginaste como seria incrível todas as superfícies poderem incorporar eletrónica de forma totalmente invisível? Nesta atividade vais ver como o fazemos, recorrendo a materiais sustentáveis e tecnologias amigas do ambiente, por exemplo, para criar mostradores transparentes nas janelas da tua casa ou garrafas inteligentes.

DCM | Ver com eletrões, desenhar com iões

DCM | Ver com eletrões, desenhar com iões

Nesta atividade vais poder ver como funciona um microscópio eletrónico de varrimento, onde se usa um feixe de eletrões para conseguir ampliações de 1 milhão de vezes. Mais, vais ver que no mesmo microscópio pode usar-se um feixe de iões para remover e depositar materiais à nanoescala, por exemplo para fazer nanotransístores ou simplesmente assinares o teu nome numa única fibra de papel, mais fina que um dos teus cabelos.

DCTB | E se te dissessem que o figo da índia pode dar origem a um bionanocompósito que pode ajudar a salvar a poluição dos oceanos com plástico?

O figo da Índia possui pectina, um polissacárido que tem várias aplicações, entre as quais a sua utilização na produção de bioplásticos, que são biodegradáveis, contribuindo para a redução da poluição dos oceanos com plástico. Mas os biopolímeros de pectina podem incorporar compostos, por exemplo cromóforos, que podem resultar num material inteligente, em que a sua cor pode facilmente fornecer informação, ou nanocompostos, que podem resultar num material com propriedades optimizadas. Nesta atividade podes observar o efeito deste biomaterial na sua aplicação em carne de aves por comparação com a película comercial.

Nano-ouro e deteção de doenças

DQ | Nano-ouro e deteção de doenças

As nanopartículas de ouro devido ao seu tamanho de 15 nanómetros de diâmetro têm uma cor vermelha. Estas nanopartículas existem suspensas em solução e quando agregam mudam a cor da solução para azul. Ligando sequências específicas de DNA a estas nanopartículas, podemos transformá-las em sondas do nosso DNA, mudando de cor quando detetam uma mutação associada a uma doença.

DQ | Materiais Cromogénicos

Materiais Cromogénicos são materiais que mudam de cor em resposta a estímulos adequados, em particular: (i) ELECTROCRÓMICOS: mudam de cor por aplicação de potencial elétrico (exº metilviologénio e Azul da Prússia); (ii) FOTOCRÓMICOS: mudam de cor com a luz incidente (exº corantes naturais); (iii) TERMOCRÓMICOS: mudam de cor com mudanças de temperatura (exº tintas suportadas em papel).

DF | Nanoestruturas para aplicações biomédicas

DF | Nanoestruturas para aplicações biomédicas

Há um imenso potencial para a área da saúde nas nanoestruturas. Sabias que ...

... nanofibras poliméricas podem ser úteis em medicina regenerativa? 

... nanopartículas podem ser usadas em diagnóstico e terapia?

Nesta actividade verás exemplos de como se podem produzir estas estruturas e de propriedades que as tornam adequadas para aplicações biomédicas.

Smart construction materials / Materiais de construção inteligentes

DEC | Smart construction materials / Materiais de construção inteligentes

Nesta atividade apresentam-se materiais de construção tradicionais desenvolvidos para serem “inteligentes” ou possuírem propriedades otimizadas. Alguns exemplos são materiais que se auto-regeneram, que mudam de cor função da temperatura ou que captam poluentes, contribuindo para a eco-eficiência da construção.

DCTB | Os emojis da Couve Roxa...

Sabias que a couve roxa também cora de acordo com o seu estado “emotivo”? Verde, azul, roxo, rosa, vermelho...  A couve roxa contém antocianinas, que são pigmentos responsáveis por uma variedade de cores em frutos, flores e folhas que variam do vermelho ao azul em função do pH da solução em que se encontram. Devido a estas propriedades das antocianinas, é possível utilizar um extrato de couve roxa como indicador do pH (identificando se é ácido, neutro ou alcalino). A sua incorporação em materiais pode resultar num material inteligente (por exemplo, embalagem de alimentos) – que indica o pH.

Vem experimentar e descobrir qual o pH de alguns alimentos que consomes diariamente!